Arabic Korean Japanese Chinese Simplified RussianEnglish French German Spain Italian Dutch

Britney Spears dublará o menos possivel em Las Vegas

O empresário de Britney Spears admitiu que a cantora faz sim, playback, e que seria impossível não fazer, tendo em vista toda a coreografia em palco. Larry Rudolph disse ainda que apesar de não admitir, não existe um só cantor pop que não tenha um vocal pré-gravado por trás, enquanto ele ou ela faz dançam no show.
Agora, sobre os preparativos para a temporada de dois anos em Las Vegas, assinada por Britney, Rudolph garantiu que vão tentar com o que o playback seja o mínimo possível, chegando “perto” da “cantora” fazer quase 100% das vozes sem dublagem, ou seja, "um ponto em que ela possa fazer o quanto for [cantar] humanamente possível", explicou à Billboard.
Britney sempre foi criticada por fazer shows com playback. Em 2009, durante uma passagem pela Australia, um dos organizadores chegou a propor um aviso nos ingressos, de que Britney fazia o show dublado.
A partir de 27 de dezembro até 2015, Britney, agora com 31 anos, vai fazer 100 shows num teatro em Las Vegas com 4.600 lugares.
Sobre os boatos de que os ingressos não estariam vendendo muito bem, Rudolph disse que os "repórteres de tablóides idiotas" não poderiam estar mais longe da verdade. E que os donos do lugar onde vão acontecer os shows disseram que está sendo um grande sucesso em venda de ingressos e me perguntaram inclusive se já podem colocar à venda uma nova leva de bilhetes.
O empresário Rudolph também revelou que faltam apenas cinco músicas para Britney terminar o seu oitavo álbum de estúdio. Enquanto o primeiro single, “Work Bitch” teve um lançamento fraquinho nas paradas, a música aparentemente “não define o álbum”.
Rudolph concluiu: “Eu realmente acho que este vai ser o disco Ray Of Light da Britney” – se referindo ao sucesso de Madonna em 1998. “"[Britney] escreveu tudo para o álbum junto com colaboradores. Uma ou duas músicas foram feitas por ela sozinha... Ela quis fazer uma coisa muito pessoal.”
O último álbum de Brit, Femme Fatale foi o que teve menos vendas em toda a sua carreira.

CONVERSATION

0 comentários:

Postar um comentário

Oi pessoal, obrigada pelo seu comentário e por lerem meu blog. Sejam sempre bem vindos! Dada Mitinguel.